Conheça as 7 principais Bolsas de Valores do mundo | I AM Company

0
457
Traders atuando na bolsa de valores

Sendo ambientes totalmente voltados para negociações de valores mobiliários, inúmeras são as bolsas de valores espalhadas por todo o mundo. Essas, que reúnem investimentos em ações, títulos públicos e commodities. Acompanhando o crescimento dos países, algumas são mais desenvolvidas. Os critérios que definem o desenvolvimento variam entre maiores números de empresas com ações negociadas, ou maiores em termos de capital negociado ou pela abrangência geográfica.

A bolsa de valores do Brasil, a B3, movimenta, mensalmente, bilhões e bilhões de dólares, números difíceis de serem calculados com tanta precisão. Entretanto, mesmo com esses ativos, o número de empresas de capital aberto ainda é muito baixo se comparado a outras bolsas importantes.

Ficou curioso para saber quais as bolsas de valores mais valiosas do mundo? Continue lendo esse artigo.

 

7. Toronto Stock Exchange

Muito importante no Canadá, a bolsa de valores de Toronto, é a maior do país e uma das mais relevantes no cenário mundial. Se tratando de mercado americano, é a 2a maior do segmento.

Os primeiros registros de negociações foram em 1861, no Hall Maçônico. Com apenas 13 ações listadas e bancos decretando falência, em 1870, foi considerada muito pequena e então foi fechada. No ano seguinte, com o mercado em ascensão, a bolsa foi reaberta pela assembleia legislativa de Ontario em 1878.

Atualmente, as negociações mensais movimentam quase 3 trilhões de dólares.

Principais empresas negociadas: Bank of Nova Scotia, Canadian National Railway Company, Enbridge ,Royal Bank of Canada, Toronto Dominion Bank.

Principal índice: S&P/TSX Composite

Número de empresas listadas: 1500

 

6.  Hong Kong Stock Exchange

A mais tradicional e mais antiga que a bolsa de Xangai, a Hong Kong Stock Exchange é a segunda maior da China.

Sua origem foi em 1861, quando Hong Kong ainda estava sob domínio dos ingleses, fato que se encerrou em 1997, quando a cidade foi devolvida à China.

Seu primeiro nome era Hong Kong Association, em 1921; em 1947 aconteceu a fusão, após a Segunda Guerra Mundial, alterando e mantendo o nome atual até hoje. Combinada a mais bolsas de valores, somente em 2000 se converteu em um holding.

Principais empresas negociadas: Bank of China, Bank of Communications, Industrial & Commercial Bank of China, China Mobile, China Life Insurance, China Construction Bank, HSBC Holdings, Manulife Financial, PetroChina, Sinopec Corp.

Principal índice: Hang Seng Index

Número de empresas listadas: 1800

 

5. London Stock Exchange

Localizada na cidade da rainha, a Bolsa de Valores de Londres é a principal do país e do Reino Unido. Teve seu início oficial em 1801 e hoje negocia com empresas locais e multinacionais. Até 1914, era considerada a maior do mundo, porém foi superada pela Nasdaq e pelas bolsas de valores de Nova Iorque e Tóquio.

Principais empresas negociadas: AstraZeneca, Aviva, British Energy, BT Group, British American Tobacco, BG Group, Centrica, Cadbury, Royal Dutch Shell,BP, Vodafone Group, HSBC, Imperial TorácicoGrous, Lloyds TSB, Royal Bank of Scotland, British Sky Broadcasting, Prudentia, CompassGroup, Rolls-Royce.

Principal índice: FTSE100

Número de empresas listadas: 3000

 

4. Shanghai Stock Exchange

Fundada em 1990, a bolsa de valores de Xangai ou Shanghai é a mais nova em atividade. Podemos considerar que ela faz parte da pequena porcentagem mundial que alcança a riqueza antes dos 30 anos. Brincadeiras à parte, é de grande importância para o cenário mundial e sua abrangência e de enorme magnitude no mercado chinês. A capitalização ultrapassa os 4 trilhões de dólares.

Principais empresas negociadas: Agricultural Bank, Aluminium Crop of China, Bank of China, China Shipbuilding, China Construction, China Molybdenum, China Petrol, CITIC Securities. Assim como toda a China, a bolsa também tem ênfase em empresas locais.

Principal índice: SSE Composite ou SSEC

Número de empresas listadas: 1000

 

3. Tokyo Stock Exchange

Devido a uma capitalização de mais de 6 trilhões de dólares, a Bolsa de Valores de Tóquio é considerada a terceira maior do mundo.

Criada em 1878, juntou-se com a Bolsa de Valores de Osaka em 2006 e foi oficialmente reconhecida como Bolsa de Tóquio em 2012.

Principais empresas negociadas: Fujitsu, Hitachi, Mitsubishi, Nissan, Nomura, Panasonic, Rakuten, Resona, Sumitomo, Sojitz, Toshiba, Toyota, Yahoo.

Principal índice: Nikkei 225

Número de empresas listadas: 4500

 

2. Nasdaq Stock Market: NASDAQ

National Association of Securities Dealers Automated Quotations, para nós, Associação Nacional de Corretores de Títulos de Cotações Automáticas apresenta uma capitalização inferior apenas se comparado a Bolsa de Valores de Nova Iorque.

Com pouco mais de 3 mil empresas listadas, concentrando, principalmente, empresas de pequeno e médio porte. Sua primeira sessão foi em 1971, após a SEC propor a automação da NASD (National Association of Securities Dealers), surgindo a NASDAQ.

No final dos anos 2000, a bolsa apresentava mais de 1600 empresas, gerando mais de 315 bilhões de dólares. No mesmo períodos, após sofrer uma reestruturação, passou a ter fins de lucro e capital aberto. Com a expansão da internet, seu índice principal alcançou os 5 mil pontos, mas que vieram a despencar devido a fusão entre as empresas de informática, ou a sua venda, redução ou extinção.

Dentre as grandes empresas listadas na NASDAQ, podemos citar a Apple, Adobe, Amazon e Facebook. Podemos notar também um padrão de empresas do setor tecnológico, focado na internet. Atualmente, a capitalização gira em torno dos 7 trilhões de dólares.

Principais empresas negociadas: Adobe, Alphabet, Apple, Amazon, Baidu, Cisco, Discovery, DTE Energy, Dentsply, Ebay, Facebook, Intel, Microsoft, News Corp, Starbucks, Staples, Vodafone e Yahoo.

Principal índice: S&P 500, Dow Jones Industrial, NASDAQ Composite

Número de empresas listadas: 3.058

 

1. New York Stock Exchange

Arriscamos dizer que a Bolsa de Valores de Nova Iorque é a mais importante do mundo. Não se destaca apenas pelas participações em filmes renomados como O Lobo de Wall Street ou em diversas séries. Além de ser muito conhecida cinematograficamente, sua localização é privilegiada, na famosa Wall Street, atraindo inúmeras empresas gigantescas ao seu prédio ou em sua proximidade.

Fundada em 1792, por agentes financeiros e comerciantes da cidade, foi apenas em 1817 que recebeu seu primeiro nome: New York Stock & Exchange Board. Após o incêndio de 1863, foi obrigada a sair do prédio, mas retornou ao mesmo e foi “rebatizada” com o nome conhecemos hoje.

Sua capitalização de mercado supera os US$ 30 trilhões anual, este que que é o somatório de todas as empresas listadas por ela. Em 2006, juntou-se a Euronext, tornando-se o primeiro mercado pan-atlântico.

Principais empresas negociadas: 3M,  Apple, Boeing, Bank of North America, First Bank of the United States, Bank of New York, Visa, Microsoft, United Technologies, UnitedHealth, Home Depot, Travelers e Disney.

Principal índice: S&P 500, Dow Jones Industrial, NYSE Composite

Número de empresas listadas: 2400

 

B3 – Brasil, Bolsa, Balcão

Embora a Brasil, Bolsa, Balcão (B3) movimente mais de 930 bilhões de dólares, aproximadamente 62 bilhões de volume negociado por mês, não ocupa uma das dez posições na classificação mundial. Na América Latina é diferente, ocupando a primeira colocação.

Fundada em 1890, no período colonial, sofreu sua principal fusão em 2017, fortalecendo assim o mercado financeiro brasileiro. Ainda como Bovespa, fundiu-se com a BM&F ((Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros)), formando então a BM&FBovespa em 2008. E em março de 2017, a B3 surgiu sob o formato da fusão entre BM&FBovespa e CETIP (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos Privados).

Principais empresas negociadas: Ambev, Bradesco, Itaú, Petrobrás, Vale.

Principal índice: Ibovespa, IBrX-50, IBrX e Itag

Número de empresas listadas: 400

 

Conclusão

Cada bolsa de valores tem sua grandeza e importância, tanto em volume mensal negociado quanto em sua abrangência. Apesar de estarem localizadas em diferentes locais, todos os resultados estão interligados, devido principalmente a velocidade com que os negócios são multiplicados por meios eletrônicos. Quando uma bolsa sobre queda, é normal que outras sejam afetadas, ainda mais há empresas listadas em comum.

Sua grandeza e magnitude não revela as reais intenções na bolsa. Isto é, por ser famosa ou listar as maiores empresas do cenário mundial que um iniciante pode investir sem cuidados. Todas apresentam oportunidades para pequenos e grandes investidores, porém, todo cuidado é pouco nos primeiros momentos de investimento.

Optar por bolsas de valores estrangeiras deve ser uma escolha muito bem estudada. E não precisamos ir muito além em nossas explicações. Para um iniciante ou experiente, entender o idioma no qual a bolsa se comunica é primordial, sua burocracia será baseada em sua língua materna. Outro fator determinante para essa decisão são os impostos cobrados e o contato para soluções de problemas.

 

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos e torne o mercado financeiro mais acessível a todos. Acompanhe a I AM Company nas redes sociais e não deixe de visitar nosso site www.iamcompany.co.

 

Até a próxima!

Leave a reply